Finais NBA 2022 Golden State Warriors x Boston Celtics

As Finais da NBA da temporada 21/22 apresentaram o confronto entre duas franquias dispostas a fazer história. Tanto o Boston Celtics quanto o Golden State Warriors tinham outras razões para conquistarem o título fora aquelas esperadas por toda equipe que participa de um campeonato. A hegemonia da liga estava em disputa, o que tornou os jogos acirrados e dramáticos que são as finais ainda mais importantes.

Boston Celtics

A franquia mais vencedora da história da NBA tinha a oportunidade de desempatar o número de títulos com o Los Angeles Lakers (ambos com 17) e voltava às finais depois de 12 anos, quando perdeu para o mesmo Lakers nas finais de 2010. Ao contrário do time da primeira década do novo milênio, que fez duas trocas bombásticas, e trouxe Ray Allen e Kevin Garnett para se juntar a Paul Pierce, montando assim um super time que além das finais de 2010, venceu o campeonato de 2008, a equipe desse ano não fez nenhuma grande movimentação e apostou novamente nos pratas da casa: os jovens e talentosos Jayson Tatum e Jaylen Brown. Além deles, outras peças importantes na temporada foram o armador Marcus Smart, o pivô Robert Williams III e a volta do veterano Al Horford. Basicamente a mesma base que recentemente havia chegado às finais do leste em 2020, quando acabou sendo eliminada pelo Miami Heat.

Golden State Warriors

As duas últimas temporadas do time da baía de São Francisco foram atípicas em relação ao desempenho da franquia na última década, quando foram para cinco finais, vencendo três. Lesões das suas principais estrelas (Stephen Curry, Klay Thompson e Draymond Green), mais a partida de Kevin Durant, fizeram com que a equipe ficasse fora dos playoffs nas últimas duas temporadas. Porém, com o time completo, mais a adição de dois jovens jogadores que contribuíram muito na temporada, o armador Jordan Poole e o ala Andrew Wiggins (que chegou a participar do jogo das estrelas), o time da Califórnia tinha possibilidade de conquistar seu sétimo título, se tornando o terceiro maior vencedor isolado, superando assim o Chicago Bulls de Jordan.

As Finais

Apesar de o Golden State ter a melhor campanha e, portanto, o mando de quadra, Boston conseguiu reverter essa vantagem logo no primeiro jogo, vencendo na casa do adversário. Em um último período de encher os olhos (40 a 16), o time de Boston teve grande ajuda de seus coadjuvantes: Horford, Smart e Derrick White. E apesar de ter perdido o segundo jogo, os Celtics continuaram a manter a vantagem no terceiro, deixando a série 2 a 1, ou seja, apenas a duas vitórias do títulos.

A obra-prima de Curry

Boston liderava no terceiro quarto 66 a 60, com 7 minutos e 15 segundos para terminar o período. Uma vitória em casa e a equipe estaria a apenas uma vitória do campeonato que não vencia a mais de uma década. Foi quando o show de Stephen Curry começou. Ele marcou 22 dos seus 43 pontos totais nos últimos minutos da partida e liderou os Warriors a uma vitória de 107 a 97, empatando a série devolvendo o mando de quadra para a equipe da Califórnia.

Os dois últimos jogos

As duas últimas vitórias de Golden State tiveram placares parecidos, mas suas histórias foram completamente diferentes. No jogo 5, vitória de 104 a 94, o destaque foi Andrew Wiggins, que até pouco tempo atrás havia ganhado a pecha de pior all-star de todos os tempos. Wiggins teve a sua melhor partida em termos ofensivos, além de ter continuado a anular Jayson Tatum, melhor pontuador de Boston, defensivamente.

Já o grande destaque do sexto, e decisivo, jogo foi uma virada ainda no primeiro quarto que mudou a partida. Após liderar nos minutos iniciais por um placar de 18 a 10, os Celtics se viram presos em uma avalanche ofensiva do adversário e em determinado ponto da partida chegaram a estar perdendo por 54 a 33, terminando o primeiro tempo 54 a 39. Depois disso, o time de Boston não conseguiu mais reagir. Placar final 103 a 90 para os Warriors e o reencontro de uma franquia com o título que não vencia desde 2018.

Além do título, Stephen Curry venceu o seu primeiro prêmio de melhor jogador das finais, sendo que o seu desempenho no jogo 4 é creditado por muitos analistas como seu melhor jogo em todas as finais que participou. O título e os prêmios o colocaram entre os melhores e mais vencedores jogadores de todos os tempos. Já o Golden State Warriors parece ter voltado a sua recente época de glórias, com um títulos que a maioria, antes da temporada começar, consideravam praticamente improvável.

Quer saber mais sobre esportes e bem-estar? Acesse nosso blog e fique por dentro das novidades da Fiber.